AESO - Faculdades Integradas Barros Melo

Petter Baiestorf em debate na AESO-Barros Melo


Cinema e Audiovisual
março. 29, 2017

O evento acontece no dia 31 de março, às 11h, no Cineteatro da Instituição

Em 1896 o cinema chegou ao Brasil, encantando fãs e atraindo apaixonados para as produções. A partir de 1952 na época do Cinema novo, movimento cinematográfico brasileiro influenciado pelo neorrelaismo italiano, o crescimento do mercado interno cinematográfico no Brasil aumentou. Desde então, grandes cineastas foram surgindo, entre eles Petter Baiestorf, o mais renomado em produções de vídeos independentes no país. Para os alunos de graduação, debater com algum desses ícones, é estar um passo a frente do competitivo mercado cinematográfico no país. Pensando nisso, as Faculdades Integradas Barros Melo, junto ao curso de Cinema e Audiovisual, promovem um Encontro com Petter Baiesfort. O evento acontece no dia 31 de março, no Cineteatro da Instituição, às 11h.

Catarinense, Baiestorf é videomaker brasileiro pioneiro das produções independentes em vídeo em filmes experimentais no Brasil. Recebeu influências diretas de diretores como John Waters, George Kuchar e José Mojica Marins. Em 1992 fundou a Canibal Filmes (que na época se chamava Canibal Produções) com o intuito de editar seus próprios fanzines e fazer filmes de longa-metragem usando qualquer suporte para o registro das imagens. Ultrapassou a linguagem do cinema brasileiro ao realizar filmes surreais, empíricos, caóticos, políticos, com muito sexo, sangue e escatologia. Produzindo filmes desde a década de 90, o cineasta já realizou mais de 100 filmes entre curtas-metragens, médias-metragens e longas-metragens.

Na AESO-Barros Melo ele aborda questões sobre a linguagem do gênero de horror, noções de diferentes métodos de trabalhos, as questões que cercam um diretor independente, como conseguiu o reconhecimento do seu trabalho e as possibilidades de aplicação de conteúdo ao PEI.

aeso - barros melo - #coisadecinema - PetterBaiestorf -

voltar